11.5.08

Pano


Eu estou como canta o Ney:´"É por debaixo do pano...".

Os mimos têm sido muitos e já não sei como te agradecer, Amiga!
Passaste das marcas, mas o facto é que estou encantada!
Obrigada, Z.!

Nota: Dizem que... "Quem não sabe é como quem não vê". Eu cá não digo mais ;O)

10.5.08

Jogos Olímpicos



Muita tinta tem corrido sobre o papel sobre os Jogos Olímpicos, muitos mails têm circulado, muitas notícias tem havido.

Com algumas posturas que considero radicais, apesar de se auto intitularem não-racistas, não compactuo e exemplo disso é um mail que recebi há tempos, ao qual respondi mas nunca cliquei no "send": já basta de guerras e não sei como seria interpretada.

Era o seguinte:
"Existe muitas pessoas a falar dos Estados Unidos (e com razão), do Iraque (e com razão), de Israél (e igualmente com razão), mas andamos esquecidos de um país que caminha em passinhos de lã e vai, pouco a pouco, aumentando a sua indústria, o seu racismo, o seu império. Pisando direitos humanos, como no caso do Tibete, e direitos dos animais, como no caso deste video. A china está-se a tornar numa Super Potência (se já não é) enquanto o mundo anda entretido com americanos, afegãos e iraquianos. Temos urgentemente que travar os chineses, povo este que envolto num cinismo vai se espalhando e se tornando cada vez mais forte. Videos como este, demonstram o tipo de povo que é o povo chinês. Vamos boicotar tudo o que têm MADE IN CHINA, vamos boicotar lojas de chineses, restaurantes de chineses, produtos de chineses, etc. Isto não é nenhuma forma de racismo ou xenofobia, pois não é pela via da violência que se resolvem os problemas. Agora não posso apoiar um país que viola a constituição dos direitos humanos e animais. Sou totalmente contra a violência. Apenas quero que pensem depois de verem este video e tomem uma decisão. Divulguem este video por toda a gente, façam-no circular. A melhor publicidade é o da "boca em boca". Eu já fiz a minha parte agora façam a vossa.
FREE TIBETE
"

O vídeo tinha imagens com o transporte de cães, a forma como lhes era literalmente arrancada a pele e afins. Não veio em boa altura parar cá a casa, o sentido de oportunidade não foi indubitavelmente dos melhores, mas... eis o que escrevi como resposta:

"Para lá de ter ficado extremamente impressionada, lembrei-me de já ter visto este vídeo há bastante tempo.
Reparei, então, que é de 2005 e estamos em 2008.
Não quer dizer que as coisas não continuem iguais, mas então vamos fazer um embrago ao nosso próprio país e generalizar a todos os cidadãos portugueses (tal como aos chineses, pagando o justo pelo pecador), pois cá faz-se algo muito semelhante com vacas, porcos e tantos outros animais, aos quais é retirada a pele para ser vendida para os mais diversos fins e requintes e a sua carne consumida.
Não vou à procura de vídeos sobre o assunto, mas deve haver imensos.

Que não há respeito e se violam direitos e valores, sem dúvida!
Que algo deve ser feito e não devemos ficar parados, sem dúvida.
Mas não é este mail que vou encaminhar para alertar o mundo.

Bom, é só o meu ponto de vista.
"

Entretanto apercebi-me que a resposta continuava pendente nos rascunhos do meu mail e decidi fazer a minha "catárese" por aqui.
Voltei a pensar no assunto, na China, no Tibete, nos Jogos Olímpicos, nas diversas formas possíveis, correctas e incorrectas de (tentar) mudar o "estado das coisas" e decidi juntar este cartoon.

Forte, mas de uma forma soft, conquistou lugar na minha atenção. E isto sim, é que considero não ser um acto de violência, mas de expressão e posição perante uma situação.

Vou continuando a pensar e a fazer o que acho correcto!

Pois...

"Quando a tua mente é estreita, pequenas coisas agitam-te muito facilmente.
Faz da tua mente um oceano."

Lama Thubten Yeshe

3.5.08

Selecção em Viseu

"Viseu rima com Europeu,
Selecção rima com coração"

E é assim que temos a cidade cheia de bandeirolas, com a mensagem a terminar com um "Benvindos!"

Aqui na zona do Hotel Montebelo, onde os príncipes de Portugal vão ficar instalados, muitas obras tem o viseense que gramar (mas não porque é bom tratar melhor o viseense ou estamos na Primavera): ele é passeios levantados, estradas de 2 faixas transformadas em uma só e bem apertadinha (e mal sinalizada, já agora!), "cortadas" fechadas, pinturas novinhas na sinalética do chão e tudo e tudo e tudo.

Concordo que receber bem é muito importante (sem ironias), mas dou por mim a questionar-me porque é que os da casa ficam tantas vezes para último e se investe tanto nos "convidados". Até um certo ponto, compreendo na perfeição (tenho alguma inteligência!), mas depois desse ponto...

Sim, vão trazer muita gente a Viseu, o que mexerá pela positiva no nosso comércio, nos nossos serviços, na imagem com que ficarão da nossa cidade. Como diz muita gente (e tem o seu quê de verdade indiscutível): "Vai trazer-nos muitos benefícios!".

A minha questão é só esta: E as mesmas melhorias realizadas na cidade para maior satisfação dos seus habitantes, não? Tal também não traria benefícios à cidade, aos cidadãos, à Câmara, a todos os que cá vivem e que por cá passam durante o ano, em tantos anos?

Bahhh, se calhar é melhor não pensar mais nisto e descontrair. Nem pensar no dinheiro que terá sido gasto para as tais "bandeirolas" e afins espalhadas pela cidade e pensar em como esse dinheiro poderia ter sido mais bem empregue. Se calhar, claro, que eu sou uma mera viseense que pouco percebe de economia e tem a mania de se preocupar com o bem-estar de todos... independentemente da dita selecção vir a Viseu ou não.

Manias!!! Até já desabafei!


Nota: De uma próxima vez prometo falar de como gosto das rotundas sempre floridas desta cidade e de alguns outros pontos que considero fortes e constantes: "faça chuva ou faça sol".