13.2.09

Playmobile e Rafa

Há uns dias dei por mim a fazer uns kms prá direita, outros prá esquerda, outros pra cima e outros para baixo, a deixar o carro estacionado com os 4 piscas, a entrar e sair a correr de uma loja, a percorrer lojas e secções de bonecos em grandes superfícies, a perguntar "Tem a marca Playmobile?", a ficar com um sorriso amarelo quando, mais uma vez, tinha como resposta um "Não, não temos!", a sorrir ao ver uma caixa numa prateleira e esse sorriso passar a um "bolas!" entre dentes quando me apercebia que era "filho único", ...

Resumindo e baralhando, adorei:

- recordar alguns bonecos: dos Playmobile (a que confesso, nunca liguei muito em criança!), aos Pin&Pon (vi um presépio fantástico que "me ficou na lembradura", mas anda-se em época de vacas elegantes!);

- entrar em algumas lojas (como era e como está a saudosa "Loja da Boneca", única até há uns 20 anos por estes lados);

- fazer sprints como se estivesse em missão impossível (e foi, caneco!).

Fiquei a saber que a Playmobile terá uma política de vendas que não será "fácil" e nada de encontrar o que tanto queria.

Mesmo assim, valeu a pena, valeu!

E sabem que mais? PARABÉNS, R.! Gosto de ti, rapaz :O)

1 comentário:

disse...

:)A amizade mede-se em passos:) háhá...
olha, ele adorou a ideia de ter recebido uma encomenda. Quando a viu perguntou: essa encomenda é para mim?

beijos!