4.10.06

Mas deixei...

... de me conseguir mexer e tive de ir (às urgências)!
Torcida, feita em pedaços, desesperada.
Chorei à frente de quem estava: enquanto fazia a inscrição, na sala de espera, no corredor, à frente do enfermeiro que me injectou o analgésico, sei lá.
Foram quatro horas grandes, com sustos e incertetezas pelo meio, mas saí intacta, já de madrugada. O Companheiro de Jornada esteve sempre ao lado: merece bem a "terminologia" que lhe dou!
Veredicto: cólica renal acentuada (rim direito dilatado e com líquido no exterior), ovário direito enorme, com líquido no exterior e cavidade abdominal com líquido livre. Moral da história: o verdadeiro 2 em 1. Sou mesmo complexa...
Excepto a cólica renal, deve-se a um medicamento excelentemente bem receitado por um médico da nossa praça. Já me estava a decepcionar há algum tempo, passei pela fase de ter pena de ele próprio me obrigar a perder a confiança em si, mas agora foi a gota de água!
Não como vingança barata, mas porque tenho amor-próprio, dignidade, dores e, se puder, evitarei que outras pessoas passem pelo mesmo, prevejo uma Carta Aberta para daqui a algum tempo. Não dá mais para calar, far-me-á bem a mim e acredito que poupará alguns sofrimentos desnecessários.
Fica a foto da minha "pulseira laranja", qual estada em Resort de Luxo.

Ah, e a este "Resort" não faço questão de voltar!!
E... não vou poder ir ao imperdível Concerto da Jacinta, para o qual já tinha garantido lugar há 3 semanas...


What I Am

By Edie Brickell

1 comentário:

Catarina (Londres) disse...

Oh Teresa, fiquei tao triste quando li este post. Queria ajudar-te de alguma forma e nao sei como. E estou tao longe... Desejo-te as melhoras rapidas e se quiseres fazer-nos (fazerem-nos) uma visita es (sao) muito bem vinda (os).
Beijinhos